You can edit your menu content on the Menus screen in the Appearance section.
Instagram
[instagram-feed] Follow us on Instagram

SOBRE A CIA

Fundada em 2003, a Cia Ludens tem se dedicado a pesquisar, traduzir, produzir e publicar textos relacionados à dramaturgia e cultura irlandesas e suas conexões com a realidade social e política do Brasil contemporâneo. Em treze anos de atividades, a Cia Ludens produziu sete espetáculos, realizou quatro Ciclos de Leituras e publicou, em parceria com editoras, oito títulos que incluem peças, roteiros cinematográficos e textos críticos inéditos no Brasil.

DIREÇÃO

Domingos Nunez

Domingos Nunez é graduado em Letras pela Universidade Federal de Santa Catarina, possui Mestrado em Teatro Português Contemporâneo pela Universidade de São Paulo e Doutorado em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês pela Universidade de São Paulo e National University of Ireland, Maynooth, com tese em Estudos Irlandeses. É crítico, tradutor, dramaturgo e diretor artístico da Cia Ludens. As produções da companhia incluem: Dançando em Lúnassa, de Brian Friel (2004 e 2013); Pedras nos bolsos, de Marie Jones (2006); Idiota no país dos absurdos, de George Bernard Shaw (2008); O Fantástico reparador de feridas, de Brian Friel (2009/2010); Balangangueri, o lugar onde ninguém mais ri, de Tom Murphy (2011) e As Duas Mortes de Roger Casement, de Domingos Nunez (2016). Nunez traduziu Quatro Peças Curtas de Bernard Shaw (São Paulo: Musa Editora, 2009); os textos críticos selecionados de Bernard Shaw em Shaw, o Crítico (São Paulo: Humanitas/Fapesp, 2009); o roteiro de John T. Davis em The Uncle Jack (São Paulo: Cátedra W.B. Yeats de Estudos Irlandeses/Humanitas, 2011); o conto de Sean O’Faolain e o roteiro de Andrew Pattman para o filme The Woman Who Married Clark Gable, de Thaddeus O’Sullivan (São Paulo: Cátedra W.B. Yeats de Estudos Irlandeses/Humanitas, 2013).

PRODUTORA E DRAMATURGISTA

Beatriz Kopschitz Bastos

Beatriz Kopschitz Bastos compõe o corpo docente da Pós-graduação em Inglês da Universidade Federal de Santa Catarina. É graduada em Letras Inglês, Português e Francês pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Mestre em Inglês pela Northwestern University e Doutora em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês pela Universidade de São Paulo, com tese na área de teatro irlandês. Desenvolveu duas pesquisas de Pós-Doutorado na Universidade Federal de Santa Catarina, com estágios em Trinity College Dublin e no Irish Film Institute: “O teatro irlandês contemporâneo” e “A Irlanda no cinema: roteiros e contextos críticos”. Faz parte da diretoria da International Association for the Study of Irish Literatures (IASIL), participa de grupos de pesquisa em Estudos Irlandeses na Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Universidade de São Paulo, e compõe o conselho consultivo internacional da Digital Platform for Contemporary Irish Writing de University College Dublin. Suas publicações mais recentes, como coeditora e organizadora, incluem: Ilha do Desterro 58 – Contemporary Irish Theatre (2010); Coleção Brian Friel (2013), com quatro peças traduzidas por Domingos Nunez; e a série bilíngue A Irlanda no Cinema: Roteiros e Contextos Críticos, incluindo os volumes The Uncle Jack / O Tio Jack, de John T. Davis (2011); The Woman Who Married Clark Gable / A mulher que se casou com Clark Gable, de Thaddeus O’Sullivan (2013); The Road to God Knows Where / A estrada para Deus sabe onde, de Alan Gilsenan (2015); e Maeve, de Pat Murphy (previsto para 2017).